Imagem
“Bom mesmo é gente que não tem medo de pular, de parecer bobo, de balançar a barriguinha saliente, de gritar. Bom mesmo é gente que corre na rua, no shopping, gente que não tem medo de sentir. Gente que se apaixona e chora, ri e ama de novo e todo dia renova o amor que tem na vida mesmo que isso doa algumas vezes. Gente que canta sem saber a letra, que grita sem saber quem tá olhando, gente que fala como a gente, com as gírias, as palavras que não conhecemos e que ri, ri dos próprios tombos. Bom é gente pra não fazer nada num sábado a noite e gente pra fazer tudo naquele domingo tedioso, gente que briga, que fala alto, que não sabe desenhar e que sabe também. Gente que tem a letra bonita e gente que escreve em garranchos as palavras mais lindas que podemos ler. Gente que pede ajuda e gente que não pede, que sofre calado, mas que aceita seu abraço. É bom gente que faz drama mexicano de vez em quando e gente que não paciência pra drama nenhum, nem os delas mesmo. Bom mesmo é gente pra tá junto, pra dançar ou ficar parado. Bom é ter gente pra ser amigo.”