“Uma Longa Jornada”

the-longest-ride-DF-17649_17599r_rgb

“People come, people go – they’ll drift in and out of your life, almost like characters in a favorite book. When you finally close the cover, the characters have told their story and you start up again with another book, complete with new characters and adventures. Then you find yourself focusing on the new ones, not the ones from the past.”

Ai este Nicholas Sparks… É sempre o mesmo!!! 😭😊

A Teoria de Tudo

“Quando as estrelas nascem e morrem, elas emitem radiação UV. Então, se pudéssemos ver o céu noturno em luz ultravioleta, quase todas as estrelas desapareceriam, e tudo o que veríamos seria estes espectaculares nascimentos e mortes. E acho que ficaria um pouco… assim”

10922539_10203513580551175_2505135967667188761_n
“Eu amo-o e ele ama-me. Nós vamos lutar contra esta doença juntos.”

10993072_10205130469635748_7244525997767732862_n

O filme da aula

“As terças com o Morrie” foi o filme da aula de hoje. Um verdadeiro ensinamento sobre o sentido da vida… E o da morte também.
Adicionem à vossa lista!

“Ah, se fosse novo outra vez! Nunca ouves ninguém dizer: “Gostava de ter sessenta e cinco anos.””
Sorriu.
“Sabes o que isso reflecte? Vidas insatisfeitas. Vidas incompletas. Vidas que não encontraram sentido nenhum. Porque se encontrares sentido na vida, não desejas voltar atrás. Queres ir para a frente. Queres ver mais, fazer mais. Estás mortinho para chegar aos sessenta e cinco.
Ouve, tens que saber uma coisa. Todos os jovens têm que saber uma coisa. Se estiveres sempre a batalhar contra o envelhecimento, vais ser sempre infeliz, porque isso vai acontecer de qualquer maneira.”
“E, Mitch?”
Baixou a voz.
“O facto é que vais mesmo acabar por morrer.”

“As Aventuras de Pi”. Uma lição de vida.

Porque tempo de Natal é um tempo propício a actualizarmos a nossa infindável lista de filmes a ver. Porque nestas datas, durante a tarde, uma carrada de filmes invadem a nossa televisão. E eu enriqueci-me mais um pouco. Em fé. Desta vez “As Aventuras de Pi”.

5069587
“Até quando Deus parecia ter me abandonado, Ele estava me vigiando. Mesmo quando Ele parecia indiferente ao meu sofrimento, estava vigiando. E quando eu perdi toda a esperança de ser salvo, Ele me deu descanso, me deu um sinal para eu continuar a jornada.”

“Se eu Ficar” e fiquei para ver…

“Às vezes você faz escolhas na vida e às vezes as escolhas fazem você.”

cena-de-se-eu-ficar-1409689558940_956x500
Decidi-me a ver este filme, mas nem me atrevi a ler a sinopse e a verdade foi que me surpreendi bastante, mas mesmo bastante! Primeiro porque imaginei que ía ser mais uma história de amor, que me ía pôr a chorar baba e ranho mas só por achar que era tudo demasiado romântico e fofinho. A verdade é que assim foi, mas o filme não ficou por uma história de amor, e o que mais mexeu comigo não foi de todo isso. Dramático e emocionante. Vejam e teletransportem-se para lá, para o lugar que estão a ver. Inspirem-se…