A memória olfativa

O nosso cérebro armazena inúmeras lembranças. Quando ativado por um estímulo externo, como o cheiro, no sistema límbico – parte do cérebro onde se concentram as memórias e onde surgem as emoções – é desencadeada uma reação neurológica, associando o odor a acontecimentos importantes da nossa vida.

Quando sentimos um cheiro, de imediato as amígdalas relacionam aquele odor à ação que está a acontecer ou a como nos sentimos naquele momento. O cheiro é, então, guardado na memória acompanhado da emoção/sentimento que estamos a viver. Quando voltamos a senti-lo, a memória afetiva é ativada, e a conexão entre o cheiro e a emoção correspondente torna-se percetível.

“Cheiras bem” disse.

“Cheiro a quê?

”Sem tirar o nariz, respondi “Cheiras a ti”.

Gosto do cheiro que me traz a calma. Gosto do cheiro que me mostra a vida. Gosto do cheiro onde me sinto num lugar seguro e de amor. Cheiro de quem nos quer bem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s