Comboio da Vida

“Se pensarmos bem, a vida não passa de uma viagem de comboio, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, surpresas agradáveis em alguns embarques e grandes tristezas em outros. 
Quando nascemos, entramos nesse comboio e deparamo-nos com algumas pessoas que julgamos que estarão sempre nessa viagem connosco: os nossos pais. Infelizmente, isso não é verdade: em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos de seu carinho, amizade e companhia insubstituível… Mas isso não impede que, durante a viagem, pessoas interessantes e que virão a ser especiais para nós, embarquem. 
Chegam os nossos irmãos, amigos e amores maravilhosos. 
Muitas pessoas apanham esse comboio apenas a passeio. Outros encontrarão nessa viagem nada mais que tristezas. Outros ainda andarão pelo comboio, sempre prontos a ajudar a quem precisa. Muitos descem e deixam saudades eternas, outros tantos passam por ele de uma forma que, quando desocupam o seu acento, ninguém nem sequer se apercebe.
Curioso é constatar que alguns passageiros que nos são tão queridos, acomodam-se em carruagens diferentes das nossas; portanto, somos obrigados a fazer essa viagem separados deles, o que não impede, é claro, que durante o trajeto, atravessemos com grande dificuldade a nossa carruagem e cheguemos até eles… só que, infelizmente, difícil será sentarmo-nos ao seu lado, pois já terá alguém ocupando aquele lugar. 
É assim a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas… Porém, dificilmente, retornos. Façamos essa viagem, então, da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com todos os passageiros, procurando, em cada um deles, o que tiverem de melhor, lembrando, sempre, que, em algum momento do trajeto, eles poderão fraquejar e, provavelmente, precisaremos entender, porque nós também fraquejaremos muitas vezes e, com certeza, haverá alguém que nos entenderá.
O grande mistério, afinal, é que jamais saberemos em qual estação desceremos, muito menos os nossos companheiros, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. 
Amigos, façamos com que a nossa estadia, nesse comboio, seja memorável, que tenha valido a pena e que, quando chegar a hora de desembarcarmos, o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s